Críticas

Published on May 7th, 2018 | by Vivian Duarte

0

Independence Day: O Ressurgimento – Crítica

Vinte anos se passaram desde que o primeiro estreou, surpreendendo a todos e se tornando um dos blockbusters de 1996 Independe Day, além disso, lançou a carreira de Will Smith no cinema.

Depois da grande batalha os anos se passaram e a Terra nunca mais foi a mesma. Agora eles usam tecnologia alienígena em seus serviços. Tudo parece estar em paz enquanto todos se preparam para comemorar o feriado do Dia da Independência. Uma grande festa que iria reunir os salvadores da Terra de 1996 se não fosse é claro a descoberta de David (Jeff Goldblum). Exatamente o nosso querido David do primeiro filme retorna e descobre que os alienígenas conseguiram enviar um sinal de socorro antes da derrota, ou seja, outro ataque iria vir ameaçando mais uma vez a humanidade.

Enquanto isso o ex-presidente Witmore (Bill Pullman) é assombrado pelo contato telepático que foi feito no primeiro filme. Então todos se reúnem para mais uma vez lutar contra a raça alienígena e dessa vez o elenco ganhou uma acrescida.

Dylan (Jessie Usher), o enteado do primeiro filme de Will Smith está crescido e agora é um tenente e capitão ESD, orgulho da nação por ser filho do salvador de 1996 é ovacionado pela população, Jake (Liam Hemsworth), um órfão que perdeu os pais em 1996, também um tenente que está cumprindo penitencia na Lua e Patrícia (Maika Monroe), a pequena filha do presidente cresceu e agora trabalha na Casa branca para a nova presidente (Sela Ward).

Independence Day: O Ressurgimento é um filme que se leva a sério, mas ao mesmo tempo não.  Destaco o alivio cômico para o pai de David, Julius (Judd Hirsch) que simplesmente continua maravilhoso e tendo as melhores tiradas do filme. Jeff Goldblum simplesmente retorna maravilhosamente no papel de nosso querido nerd.

O elenco novo não é ruim, contudo não tem aquele carisma, ressalto Jessie Usher que mesmo sendo um ator bom, não tem e nunca terá o mesmo carisma de Will Smith, contudo penso eu se o mesmo tivesse no elenco iria roubar a cena. A mesma coisa para Liam Hemsworth, ele é aquele típico herói de filmes de ação praticamente um novo “Marverick”

Não é ruim, é engraçado, com excelentes efeitos especiais. Não percam vale muito a pena.

Independence Day: O Ressurgimento – Crítica Vivian Duarte

Summary: Dê sua nota também

4


User Rating: 0 (0 votes)

Tags: , , , ,


About the Author



Leave a Reply

Your email address will not be published.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Back to Top ↑