filme do ator, humorista, roteirista ..." /> Meu Passado Me Condena 2 - Crítica

Críticas

Published on maio 3rd, 2018 | by UaiNerd

0

Meu Passado Me Condena 2 – Crítica

O filme do ator, humorista, roteirista e apresentador Fábio Porchat Meu passado me condena 2 é a sequência de uma história que à primeira vista, deu certo. Entretanto, caiu no mesmo devaneio de outras várias produções do cinema nacional que possuem sequência: mais do mesmo. Exatamente isso – me senti assistindo novamente ao primeiro filme da franquia produzido em 2013.

A trama traz a história do casal Fábio (Fábio Porchat) e Miá (Miá Mello) que após passarem por problemas no casamento e decidirem se divorciar, são pegos de surpresa com o falecimento da quase-avó portuguesa de Fábio. Eles decidem, então, ir à Portugal para seu enterro e assim fazerem sua ultima viagem. Contudo, Fábio, não está satisfeito com a separação, decide fazer do passeio uma tentativa de reconciliação com Miá, que se mostra intransigente. Já em Portugal, Fábio reencontra pessoas presentes em sua infância, inclusive a ex-namorada Ritinha (Mafalda Rodiles) e seu atual noivo Álvaro (Ricardo Pereira). Após incessantes tentativas de reconquistar Miá, Fábio acaba pisando na bola e descobre que não importa quantas crises o matrimônio enfrente: seu amor sempre será da morena.

Vamos lá. Inicialmente devo meus parabéns ao roteirista do filme que conseguiu fazer com que até mesmo a mais chata das mulheres se sentisse completamente irritada com o papel da Miá. A mulher faz com que se torne praticamente impossível assistir ao filme sem ter vontade de socar-lhe a cara; possessiva, impaciente, ignorante e injusta. Enquanto isso, Fábio se mostra um tanto quanto relaxado ao extremo, me fazendo perguntar se há mesmo por ai tipos como os dois ou se houve um exagero no que diz respeito à criação das personagens. Contudo, é preciso elogiar a fotografia do filme que me fez querer pegar o próximo voo com destino a Portugal. Além disso, atuações como a de Ricardo Pereira – sempre impecável e envolvente – fizeram valer alguma coisa do tempo investido para assistir ao longa. A atuação de Fábio não foi um total desastre, mas me decepcionou muito quando comparada em seu recente trabalho em “Entre Abelhas”. Senti a mesma coisa à respeito de Miá Mello, mas como não tive a oportunidade de conhecer outras produções da atriz, prefiro me abster.

Confesso que durante algumas partes senti vontade de desligar a televisão por me sentir assistindo exatamente ao primeiro filme, usando a mesma tirada de ex-namorados e amores trocados e muito pouco aprofundados. É uma comédia romântica bem pastelão mesmo e serve como entretenimento pra quem não sente necessidade de assistir algo que te faça pensar sobre o que está vendo e, principalmente, pra quem não assistiu ao primeiro. Pra quem não assistiu a nenhum dos dois, recomendo que assista ao primeiro da franquia que é muito mais engraçado e original – motivo qual me fez sentir atraída pela ideia de conferir o segundo.

Dirigido por Júlia Mendes e roteirizado por Tati Bernardi, Leandro Muniz e Patrícia Corso, a nova coprodução nacional da Globo Filmes, Rio Filmes, Paris Filmes e Multishow inspirada na série homônima, teve estreia em julho de 2015 e contou com uma bilheteria consideravelmente boa para o que apresentou.

Meu Passado Me Condena 2 – Crítica UaiNerd

Summary: Dê sua nota também

2


Tags: , , ,


About the Author



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Back to Top ↑