Conversando com Um Serial Killer: Ted Bundy – Crítica

0
50

Acho que aqui aquele ditado popular se encaixa perfeitamente: “Lobo em pele de cordeiro”.
Um documentário de quatro episódios com mais de uma hora de duração cada um, mas que não te deixa cansado, na verdade te deixa ansioso para terminar e tentar de alguma forma entender o que se passa na cabeça de um dos mais infames serial killer que já existiu: Theodore Robert Bundy.
O documentário começa com pessoas que algum momento na vida tiveram contato com Ted Bundy. Os jornalistas que o entrevistaram para a publicação do livro, os policias que o prenderam ao longo de sua caçada, sua vítima que sobreviveu ao ataque e seus amigos.
Acreditem ou não, Ted Bundy teve amigos que o descreveram como um cara charmoso, sociável e de acordo com um dos entrevistados: “o tipo de cara que você queria que a sua irmã casasse”, mas por trás dessa máscara toda existia um homem que tinha um monstro enjaulado que estava querendo sair.

A narrativa mescla imagens de Bundy ao longo de seus anos de homicídios com acontecimentos da década de 70, confesso, que isso foi meio cansativo, mas a singularidade do protagonista me fez querer ver até o final. Mesmo quem não fosse nascido na época ou tivesse idade o suficiente para entender, o enigmático Bundy é uma figura que puxa a atenção do telespectador, pois ele sabia como manipular as pessoas, principalmente pelo fato de na época ela não condizer com o estereótipo do serial killer. Ted não aparentava ser um cara estranho, na verdade muitos o descreviam prestativo e bonito. O que na época fez muitas pessoas acreditarem em sua inocência, apenas pelo fato dele ser um cara bonito. Na maioria de suas aparições o mesmo tinha um sorriso irônico e superior, marca registrada de sua personalidade narcisista que mesmo após ter sido condenado pelos assassinatos desenvolvia um fascínio perante a população feminina.

A mídia na época soube aproveitar o reality que tinha virado aqueles assassinatos, diversas capas de jornais e revistas da época noticiava Bundy como um cara bonito, mas perigoso.
Conversando com Um Serial Killer: Ted Bundy
Conversando com um serial killer: Ted Bundy mostra-se um documentário policial digna de uma novela, porque a todo o momento uma reviravolta acontece e isso prende ainda mais a sua atenção. O filme pode ser visto na Netflix que também comprou os direitos do novo longa que está sendo realizado, onde Zac Efron interpretará o assassino
NOTA: 4,0/5,0CONVERSANDO COM UM SERIAL KILLER: TED BUNDY

Que tal compartilhar conosco sua opinião?