Detetive Pikachu reacende a chama de que é possível sim fazer adaptações de jogo, mas o filme permanece numa corda bamba entre o sucesso e o fracasso.

O longa acompanha Tim Goodman (Justice Smith), um jovem vendedor de seguros que parte para Ryme City (uma mistura de Nova York com Tókio) em busca de informações sobre seu pai, mas o que encontra é um mistério para ser resolvido e para isso ele conta com a ajuda do Pokémon parceiro de seu pai, Pikachu (Ryan Reynolds) que foi o último a ver o pai dele, mas que agora o pokemón apresenta amnesia dificultando a busca de respostas.

Um dos primeiros pontos positivos do filme é os efeitos especiais que dão vida aos personagens que tanto amamos e aprendemos os nomes, gente meus olhos brilharam quando eu vi o Mewtwo, cara mesmo que ele não seja o principal, sua aparência estava sensacional, para ser sincera, a aparência de todos os pokemóns estavam impecáveis, juntamente com suas personalidades e os easter eggs que um fã do anime e dos jogos irá perceber.

Detetive Pikachu - Crítica

Outro ponto positivo é o elenco que compõe o filme, nomes de peso como Ryan Reynolds (Deadpool), Bill Nighy (Piratas do Caribe: O Baú da Morte) e Ken Watanabe (O Último Samurai) atraem o público deixando o longa mais interessante, contudo nem tudo são flores.

Infelizmente a história é rasa e os personagens, mesmo que interpretados por pessoas competentes, não possuem o desenvolvimento necessário, apenas o Pikachu, entretanto os outros não são bem trabalhados e por possuir um roteiro fraco, a história acaba se tornando previsível e a mistérios que eles não deixam resolvidos. Contudo isso não me atrapalhou eu gostar do longa pelos dois requisitos que eu havia citado acima. Com um final sem muitas surpresas, o filme deixa um gancho para uma possível franquia o que não foi confirmado ainda.

Detetive Pikachu traz uma nostalgia para os fãs de pokemón, com seus personagens e as referências, é divertido e um bom filme para as crianças, ou seja, dê uma chance, talvez você se surpreenda.

NOTA: 3,5/5.0

Leia também