Everything Sucks a injustiçada. Everything Sucks - Crítica

Críticas

Published on Maio 14th, 2018 | by UaiNerd

0

Everything Sucks – Crítica

Everything Sucks a injustiçada.

A nova série da Netflix lançada há algumas semanas  está sofrendo muitas e injustas criticas, tudo isso por está erroneamente sendo comparada com Stranger Things, parece que agora toda séria que tiver crianças/ pré-adolescentes como protagonistas será acusado de ser copia de Stranger Things, o quê é um saco, até mesmo porque antes de Stranger Things já houveram milhares de produções tanto cinematográficas, quanto televisas onde o foco era personagens dessa mesma faixa. A única semelhança entre a séries é essa, a década é outra, a histórias são completamente diferentes, a trilha é outra, o tempo de duração dos episódio, é tudo diferente, mas os chatos de plantão escolheram apenas essa semelhança, alias se é que isso pode ser chamado de semelhança. 

Em Everything Sucks podemos acompanhar os conflitos dos personagens nessa fase tão confusa da vida, os vemos lidando com problemas em casa na escola, em casa e na vida sentimental. coisas que nem são exploradas em  Stranger Things, pois as crianças estão muito ocupadas salvando o mundo. (Risos)

A série e agradável, fácil de assistir e até tem momentos bastante emocionantes, com personagens diversos e com referencias que farão qualquer um que cresceu na década de 90 suspirar de saudades. 

Temas como sexualidade, amizade, abandono dos país  e etc são tratados de forma clara e precisa;

Cada personagem tem seu charme, Luke (Jahi Di’Allo Winston) é o protagonista, as vezes eles me deixou bem irritada com seu comportamento, porém me coloquei-me no lugar de um garoto na idade dele, filho de pais separados, com mãe sendo comissária de bordo , ou seja estando pouco em casa, se apaixonado pela primeira vez e tendo de lidar com uma possível rejeição, eu até entendi seus chiliques.

Kate (Peyton Kennedy) é a mais fofa de todos, madura e inteligente, ela tem lidar com a morte da mãe, a descoberta da sexualidade e o faz sem perder nem um pouco a doçura.

A Ermalin (Sydney Sweeney) é uma personagem que no inicio você odeia e no último episódio já está amando, assim como o diretor do colégio e pai de Kate, Ken Messner (Patch Darragh).

Ainda há muitos personagens interessantes como os amigos de Luke, McQuaid (Rio Mangini) e Tyler (Quinn Liebling);

Enfim, Everything Sucks é divertida, leve e despretensiosa e é boa sim, porque nem toda série tem de ter grandes sacadas e nem ser diferentonada, portando se fora assisti-la assista com um olhar leve e inocente.

Tags: , , , , , ,


About the Author



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Back to Top ↑