Vivemos um momento em..." /> Jessica Jones: Crítica primeira temporada

Críticas

Published on Maio 3rd, 2018 | by UaiNerd

0

Jessica Jones: Crítica primeira temporada

Vivemos um momento em que os Super Heróis estão em alta: ArrowThe FlashDemolidor, entre outros, estão ai para não me deixar mentir; porém, há muito tempo eu venho procurando uma heroína que fugisse dos clichês de sempre, já que em séries como Arrow, por exemplo, embora elas estejam lá, são retratadas de forma pouco satisfatória, pois além de serem coadjuvantes, são sempre as que atrapalham a equipe, as que são capturadas ou não aguentam um minuto sequer de luta e logo estão derrotadas.

Pois bem, finalmente encontrei a heroína que eu tanto procurava e seu nome é Jessica Jones (Krysten Ritter).

Jessica é daquelas que enchem a tela. É determinada, tem senso de justiça aguçado e mesmo que não assuma, gosta do próximo – e por esses motivos acabei abandonando boa parte da vida por dois dias para acompanhar a sua história até o fim.

Falar da qualidade hipnotizadora das produções da Netflix é chover no molhado, porém Jessica Jones parece ser mais um salto para um mundo mais adulto no universo Marvel, o qual nos vem sendo apresentado pelo serviço de Streaming.

A série é ainda mais a adulta que o também excelente Demolidor, há ainda mais profundidade na escuridão da vida como ela é e também mantém o máximo possível a fidelidade aos quadrinhos, além de possuir um elenco afiado.

Kilgrave também merece destaque. O ator David Tennant deu um show na pele do Homem- Púrpura, que mesmo antes de aparecer na série já tinha meu desamor total pelas maldades feitas a Hope e a Jessica. Ademais, ainda há esse poder assustador dele que o torna para mim o melhor e mais perigoso vilão de todos. O ator fez o personagem crescer de forma gradual ao longo dos episódios, tendo todo o seu passado destrinchado.

Luke Cage é outro que merece a nossa atenção já que também terá sua série própria, e não posso negar que me deixou ansiosa para ver o que ele é capaz de fazer em uma história só dele. Verdade seja dita: se seguir a linha de sua participação em Jessica Jones, sua história solo será mais um marco na leva de séries da Netflix.

Além disso, nada é muito o que parece ser na série. Quando você pensa que algo vai acontecer ou está acontecendo, há uma grande reviravolta que te faz desconstruir todo o seu achismo e isso é maravilhoso, afinal a inversão de expectativa é uma das melhores qualidades que um filme ou serie pode conter.

Enfim, Jessica Jones é mais um mega acerto, mais uma adaptação feita com respeito aos fãs, mas uma série que dá orgulho de dizer: Eu assisti.

 

Jessica Jones: Crítica primeira temporada UaiNerd

Summary: Dê sua nota também

4

NOSSA NOTA



About the Author



Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Back to Top ↑