Jumanji: Próxima Fase -crítica

0
85

A história continua com a aquisição de mais personagens, contudo não deixa a essência dos personagens se perderem e acrescenta algo mais a história.
O pessoal seguiu a sua vida, Spencer (Alex Wolf) está em Nova York, Fridge (Ser’Darius Blain) jogando pela faculdade, Bethany (Madison Iseman) fazendo voluntariado pelo mundo e Martha (Morgan Turner) que pela primeira vez na vida está num lugar com pessoas que gostam dela, assim vemos que durante esse tempo que passou algumas coisas mudaram na vida de nossos gamers. O pior obviamente é Spencer que está com problemas na vida e sente que ela não está fazendo tanto sentido. Logo os amigos decidem se encontrar em sua cidade natal para conversarem e aí somos apresentados aos novos personagens Eddy (Danny DeVito) avô de Spencer e Milo (Danny Glover) um amigo da família.

Não irei me adentrar muito nessa parte, pois não gosto de fazer críticas com spoiler, assim por uma obra do destino todos acabam dentro da casa de Spencer e descobrem que o jogo Jumanji está lá quase consertado, eles deduzem que seu amigo entrou no jogo de novo e decidem ajuda-lo a sair e se caso não se lembrem no último filme eles destruíram o game, então com um vídeo game pseudo consertado, eles acabam entrando na história de Jumanji.

Lá eles percebem que algumas coisas estão diferentes, novos cenários são apresentados, novas missões a serem realizadas e alguns novos amigos estão junto com eles, Eddy e Milo acabam e tornando respectivamente Dr. Bravestone (Dwayne Johnson) e Moose Finbar (Kevin Hart), Jack Black mais uma vez rouba a cena com sua personificação do irritado Fridge e Martha mais uma vez é Ruby Roundhouse (Karen Gillian), com esse grupo peculiar, eles precisam salvar Jumanji ao mesmo tempo em que procuram Spencer.

O fato do elenco terem se tornado amigos e possuírem um grau de confiança em seus parceiros de cena, torna Jumanji um filme muito agradável de se ver, The Rock é maravilhoso interpretando um senhor de idade que não faz ideia do que seja um vídeo game, Kevin Hart, provavelmente teve que aprender a falar devagar e baixo para interpretar o personagem de Danny Glover, Jack Black mais uma vez arrasa se no outro filme, ele foi uma adolescente meio narcisista nesse ele é um jogador de futebol estressado com a escolha dos seus personagens.


O vilão Jurgen, o Brutal (Rory McCann) não é um vilão com várias camadas a serem retiradas para sua concepção, é um clássico vilão genérico o que não me incomodou afinal estamos falando de vilões de video games antigos, como os chefões do Mario Bros.
Outra coisa que não me incomodou foram as coincidências, o filme se pega bastante a isso e em várias cenas, contudo pela história se tratar de um game é previsivel que tenha, afinal é um jogo.


Por fim a cena extra do final que dá uma possível ideia de uma continuação que eu realmente espero que aconteça, pois eu criei tantas teorias sobre esse filme que preciso saber se elas estão certas ou não.
Jumanji: Próxima Fase é linear e sem grandes reviravoltas, uma história boba, mas que dá prazer de assistir.

NOTA: 4,5/5,0

Que tal compartilhar conosco sua opinião?