Netflix e Enola Holmes são processados por direitos autorais de Conan Doyle

Enola Holmes, filme da Netflix sobre a irmã de Sherlock Holmes estrelado por Millie Bobby Brown , gerou um processo judicial para a plataforma de streaming e para a Legendary Pictures, a editora Penguin Random House e a autora Nancy Springer, responsável pelos livros da personagem são os reclamantes. 

Na acusação, os proprietários da obra de Arthur Conan Doyle, autor e criador do personagem de Sherlock Holmes, alegam que a história de Enola Holmes deriva de sua propriedade autoral. 

Apesar dos direitos das histórias de Sherlock Holmes terem se tornado domínio público em 2014, as últimas dez histórias do personagem, publicadas entre 1923 e 1927, seguem asseguradas pela propriedade.

De acordo com os acusantes, as últimas histórias de Sherlock Holmes entregaram ao personagem mais humanidade, e a história de Enola Holmes estaria baseada nesta nova personalidade do detetive. 

O processo foi encaminhado à Corte Federal do Novo México no último dia 23. 

Os Mistérios de Enola Holmes, que começaram a ser publicados em 2006, acompanham a jovem Enola enquanto ela faz suas investigações. O primeiro deles é intitulado The Case of the Missing Marquess

O longa  tem previsão de lançamento para setembro desse ano na Netflix. 

Que tal compartilhar conosco sua opinião?