O Predador – Crítica

Com um boas cenas de ação e um elenco bem entrosado, O Predador consegue prender a sua atenção do início ao fim, contudo não é exceção aos erros.
Pegar um filme considerado uma relíquia e trazer para os tempos atuais tem se tornado comum no cinema, podemos ver isso pela tentativa de Independece Day.

Por isso fui ao cinema com o pé atrás sobre o Predador, contudo fico muito feliz por estra enganada. O que mais gostei do longa foi o entrosamento do “Esquadrão Suicida” apelido carinhoso que eu dei para o esquadrão de lunáticos formado no filme para combater a ameaça. Boyd Holbrook, Keegan-Michael Key (, Thomas Jane, Trevante Rhodes, Alfie Owen-Allen e Augusto Aguilera formam uma equipe bem peculiar e com um diálogo bem humorado somos apresentados rapidamente a cada um e a partir daquele momento nos apaixonamos por aquele bando de desajustados.

Para completar o time Olivia Munn encarna uma cientista bióloga bem humorada que quebra um pouco o “clube do bolinha”. Por fim mais não tão menos importante temos Jacob Tremblay, aquele garoto fofo e muito bom ator interpretando um menino incrivelmente inteligente e claro Sterling K. Brown como o vilão não muito genérico, mas previsível.
O Predador acerta bem na escolha do elenco, contudo peca um pouco em algumas cenas que não fazem muito sentido, mas não são tão relevantes que possam prejudicar o longa. Dirigido por Shane Black escritor do filme Maquina Mortífera e roteirista de Homem de Ferro 3.

Vivian Duarte

Vivian Duarte

Futura publicitária com grande sonho de trabalhar com produção cinematográfica, enquanto esse sonho não se realiza, nas suas horas vagas contribuí com matérias e criticas para esse site.

Que tal compartilhar conosco sua opinião?