Perdido em Marte – Crítica

Perdido em Marte conta a história do astronauta Mark Watney (Matt Damon), enviado para uma missão junto a sua tripulação para Marte. Contudo, após a missão fracassar ao ocorrer uma terrível tempestade e um grave acidente com Mark, seus colegas acabam achando que ele está morto e o abandonam, e a partir daí Mark tem que se virar com escassos suprimentos e fazer de tudo para tentar retornar a Terra.

 

Gostei bastante do roteiro do filme, achei diferente e bem bolado. Quando comprei os ingressos achei que seria parado e chato –  mas me enganei, a ação é muito bem dosada com o suspense e por incrível que pareça até a comédia tem seus momentos fortes.

Uma coisa que sempre gosto de falar nas minhas críticas é que eu gosto de ser enganado pelos filmes, de acreditar que se aquilo acontecesse seria daquela forma, e Perdido em Marte é perfeito nesse quesito. Adorei como Mark consegue se virar no planeta vermelho e como ocorre toda a sua trajetória até o final, realmente me convenceu.

Outro ponto positivo do filme é a fotografia. Os produtores conseguiram recriar muito bem Marte, com belos desertos e montanhas vermelhas. Até me lembrou um pouco Mad Max, o qual foi bastante elogiado por esse quesito.

A trilha sonora do filme é bastante divertida e é responsável por grande parte da comédia contida no longa, o que a torna quase um personagem independente do mesmo.

Portanto, recomendo muito Perdido em Marte, não só por tudo o que já mencionei acima, mas também pela atuação espetacular de Matt Damon. Fazia tempo que não via uma atuação tão incrível desse ator. 

UaiNerd

UaiNerd

Editorial do Uai Nerd.

Que tal compartilhar conosco sua opinião?