The Wrong Missy(A Missy Errada) – crítica

Mais um queridinho de comédia romântica, lançada pela Netflix que utiliza aquele clichê conhecido, mas que quando atores capacitados o utilizam, acaba tornando-se um filme gostoso, leve, engraçado e um escape para o momento que estamos vivendo.


Tudo começa quando Tim Harris (David Spade), um homem que aparente ter seus quarenta e poucos anos decide sair num encontro as escuras com uma moça chamada Melissa que tem um humor bem peculiar sendo até assustador para ele que após algumas situações embaraçosas decide nunca mais encontra-la com ela de novo.

Assim o nosso protagonista desiste do amor até encontrar com uma outra moça chamada Melissa, que literalmente é a garota dos seus sonhos. Com os números de celulares trocados e por insistência de seu melhor amigo Nate, Tim decide convidá-la para um final de semana no Havaí num retiro da empresa. Contudo o destino lhe prega uma peça e ele acaba convidando a garota errada para o que pode ser o fim de semana mais importante de sua vida. 

The Wrong Missy é aquele tipo de filme que não surpreende ninguém, ele é bem fácil de se entender e não é diferente de qualquer outra comédia romântica clichê, porém algo me chamou a atenção nessa produção, mesmo já tendo visto de diferentes formas essa mesma história, o longa me cativou e por aqueles instantes consegui me sentir mais leve.


Lauren Lapkus, é uma atriz muito divertida e cativante e dosa de maneira correta as transições de emoções da personagem. Na verdade, na minha opinião, ela talvez seja a única coisa que surpreenda no filme, pois ela é imprevisível, ou seja, a personagem dela é uma incógnita, você não sabe muito o que ela está pensando ou vai fazer, até ela ter feito e isso é bem divertido. Junto a ela, David Spade apresenta um personagem completamente previsível em suas ações, não que elas não sejam engraçadas, mas quando ele e ela estão juntos, o personagem dele se torna mais espontâneo com a situação e quando sozinho, ele é o típico cara que trabalha num lugar que não gosta e na maioria das vezes chato.

Em outras palavras Missy e Tim são como água e vinho, mas que em vez de repelirem acabam se aproximando um do outro.

Talvez a direção de Tyler Spindel, que já trabalhou em longas como: Segurança de Shopping, Zohan: Um agente Bom de Corte acrescenta em seus trabalhos aquela pitada de humor “estilo” Adam Sandler, mas para mim são divertidas, obviamente sendo usadas de maneira correta e creio que nesse filme o diretor soube utilizar muito bem toda a composição do long. Desde o elenco principal ao secundário que mesmo não sendo aqueles que não sejam os principais do enredo acabam ganhando destaque, como Nick Swardson (Esposa de Mentirinha) e Rob Schneider (Um Gigolô por Acidente).

Com produção de Adam Sandler, o filme se encontra na plataforma da Netflix e caso você queira dar risadas involuntárias ou voluntárias, gostem de filmes com um humor diferenciado e seja fã de comédia romântica, The Wrong Missy é perfeito para você.
NOTA: 3,5/5,0

Que tal compartilhar conosco sua opinião?