Um Lugar Silencioso – Crítica

Em 2020, o planeta foi invadido por criaturas extraterrestres predatórias sem visão, com audição extremamente sensível (que aparentemente usam a ecolocalização para caçar seres humanos e outras presas). A família Abbott busca suprimentos na cidade, permanecendo o mais silencioso possível e comunicando-se exclusivamente por meio da linguagem de sinais

Um filme onde se um alfinete cair no chão parece uma explosão. Um terror psicológico que te prende a cada instante. A destruição mundial ocorreu, criaturas tomaram conta do nosso planeta, muitas pessoas morreram e no meio disso tudo uma família tenta viver sua vida. Há um pai, uma mãe, dois filhos e uma menina vivendo ou melhor sobrevivendo ao apocalipse.

Mesmo poucas palavras sendo ditas, você se conecta com os personagens através de suas feições e emoções. A atuação do elenco principal não deixa a desejar, pois você automaticamente se transporta para dentro da tela. O filme é tão instigante que até quando você está fazendo barulho para comer pipoca, esse som parece errado e você pensa que de alguma forma os monstros irão ouvir e atacar.

Um Lugar Silencioso possui uma história envolvente que mesmo com algumas situações clichês consegue nos surpreender e foge da temática filme de terror cheio de sangue e cenas de sexo. O filme é diferente, mas um diferente com qualidade..

Vivian Duarte

Vivian Duarte

Futura publicitária com grande sonho de trabalhar com produção cinematográfica, enquanto esse sonho não se realiza, nas suas horas vagas contribuí com matérias e criticas para esse site.

Que tal compartilhar conosco sua opinião?